Inteligência emocional e a importância da empatia nos relacionamentosConhecimento 

Inteligência emocional e a importância da empatia nos relacionamentos

A inteligência emocional é a característica dos profissionais de sucesso do atual cenário mercadológico. Para alcançá-la, entretanto, exige-se dedicação, estudo e autoconhecimento, mas também compreensão do exterior, sendo que a empatia nos relacionamentos tem uma grande importância para o sucesso do desenvolvimento da IE.

A inteligência emocional é baseada no desenvolvimento de cinco capacidades que permitem que seus detentores possam aplicá-las em diferentes contextos, seja para ganhos pessoais como profissionais, são elas:

  • autoconhecimento emocional;
  • controle emocional;
  • automotivação;
  • reconhecimento das emoções alheias;
  • criação de relacionamentos interpessoais.

O foco hoje será o de apresentar qual a importância do quarto item dessa lista, o reconhecimento das emoções de outras pessoas, ou seja, a empatia.

Qual a relação entre inteligência emocional e empatia?

Como demonstrado, a empatia é um dos pilares da inteligência emocional, pois, ainda que a IE esteja intimamente relacionada com a gestão e racionalização das próprias emoções, conseguir estender essa compreensão para aqueles que estão ao redor é essencial.

Por exemplo, em uma negociação a capacidade de controlar as próprias emoções é fundamental para não demonstrar fraqueza, ansiedade ou dúvida, no entanto, reconhecer a situação da outra pessoa é o que torna possível fechar um negócio lucrativo, mas também justo. Também permite saber até onde continuar e quais emoções demonstrar.

A empatia, portanto, consiste na capacidade de se colocar no lugar do outro, entender as angústias e receios para que seja possível desenvolver uma solução a partir da perspectiva do outro. Essa capacidade também consiste em inteligência emocional, pois no estabelecimento de relações sempre é necessário lidar com as próprias emoções e também com as alheias, sendo que compreendê-las possibilita a criação de laços de confiança.

Qual a importância da empatia nos relacionamentos?

Uma vez que a empatia constitui uma das bases da IE isso se justifica pela importância dessa característica na criação de relacionamentos interpessoais. Por exemplo, quando você conversa com uma pessoa no trabalho, mas sente que ela não está interessada no que está ouvindo estabelece-se uma relação de indiferença.

Essa falta de empatia impede que um compreenda os anseios do outro e tenha interesse em auxiliá-lo. Mas por sua vez se ao conversar a pessoa sente o interesse da outra, com perguntas e interagindo, ela entende que há um empenho para entender o momento e tentar ajudar ou mesmo apenas ouvir. Esse cenário permite estabelecer mais confiança e proporcionar interações futuras mais construtivas e benéficas.

A empatia, entretanto, pode ser estendida a todos os aspectos da vida, seja pessoal, familiar e profissional. A criação de relacionamentos mais saudáveis e positivos é um dos aspectos que fazem dessa característica um importante pilar da inteligência emocional.

A aplicação da empatia nos relacionamentos, assim como o desenvolvimento de outras competências necessárias à inteligência emocional, pode ser treinada e aprimorada. Uma forma de executar essa prática é analisando a sua capacidade de entender o lado do outro, seja em uma situação amigável ou não. Tente entender quais os argumentos da outra pessoa, interesse-se por ouvir e dê uma oportunidade para trocas mais construtivas e profundas. Dessa forma, o alcance da IE estará mais próximo e as relações diárias serão mais satisfatórias.

Related posts

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Esta é uma loja que te direciona para o site dos vendedores, Suprimatec Magazine apenas publica os produtos ganhando uma pequena comissão caso compre por meio do link. Dispensar

%d blogueiros gostam disto: