Primeiros passos para quem deseja empreenderIdeias e Marketing 

Primeiros passos para quem deseja empreender

O empreendedorismo é muito mais do que simplesmente abrir uma empresa. Ser empreendedor envolve criatividade, percepção para as oportunidades que o mercado oferece e pensamento estratégico. Se você quer se tornar um empreendedor de sucesso, confira os primeiros passos a seguir.

Como abrir a empresa?

Primeiro é preciso saber qual será o tamanho da empresa. O procedimento é diferente para um MEI e para uma ME.

O MEI é o microempreendedor individual e se enquadra nessa categoria qualquer empresa com no máximo um funcionário e um faturamento anual de até R$ 81000,00.

Nessa categoria se encontram pequenos comércios locais e profissionais independentes, como os costureiros, os fotógrafos, os web designers e muitos outros.

O processo de abrir uma empresa MEI e conseguir o CNPJ é muito mais simples e barato do que o processo para uma ME. Basta entrar no site oficial, Portal do Microempreendedor Individual e fazer a inscrição, com dados como o CPF e o título de eleitor.

Depois de conseguir o CNPJ, basta pagar o DAS mensalmente, o conjunto de impostos sobre as atividades exercidas. Para emitir as notas fiscais, cada cidade tem um procedimento diferente, então confira com a prefeitura do seu município quais as ações necessárias.

Abrir uma ME é outro processo simples, mas muito mais complexo do que se tornar um MEI. Por exemplo, é preciso verificar a disponibilidade do nome da empresa no site da junta comercial. Depois disso, você deve realizar as seguintes etapas:

  • Registro da Pessoa Jurídica;
  • Obter o CNPJ;
  • Registro na Secretaria Estadual da Fazenda ou Prefeitura Municipal;
  • Alvará do Corpo de Bombeiros (CLCB ou AVCB);
  • Alvará de Funcionamento;
  • Cadastro na Previdência Social;
  • Providenciar o aparato fiscal.

Uma especificação sobre a terceira etapa, o registro, é que ele precisa ser feito na Secretaria Estadual da Fazenda se o seu negócio for a comercialização de produtos, mas precisa ser feito na Prefeitura Municipal se for prestação de serviços.

Questões administrativas

Ainda que abrir uma empresa seja simples, é necessário que se faça um planejamento detalhado para obter sucesso. Fazer um plano de negócio é uma etapa indispensável, pois ele servirá de base para todas as decisões futuras.

Ao contrário do que muitos pensam, ele não deve ser feito apenas quando se procura investimentos, para vender a ideia do negócio. Mais do que isso, ele é uma ferramenta administrativa.

O plano de negócio diminui os riscos para o empresário. Ele aborda questões como o local no qual a empresa será aberta, incluindo motivações baseadas no estudo de mercado. Também mostra indicativos estratégicos, como a matriz SWOT (forças, fraquezas, oportunidades e ameaças), faz pesquisas sobre fornecedores para que sejam definidos os custos do empreendimento e muito mais.

Assim, a gestão empresarial se dá antes mesmo da empresa ser aberta, com as escolhas corretas e solução de problemas, para reduzir as fraquezas e se preparar para as ameaças.

Com isso, consegue-se uma base sólida para o negócio, para que ele não seja mais um dos casos de empresas que abrem e falem antes do segundo ano.

Nessa fase inicial, muitas pessoas decidem contar com os serviços de uma assessoria financeira, justamente por ser um processo com muitas etapas e por ser uma fase de maior instabilidade, na qual a empresa precisa conquistar o seu espaço no mercado e crescer.

A assessoria pode cuidar das questões legais, organizar todo o planejamento financeiro, aconselhar nas questões estratégias e muito mais. Entretanto, é preciso frisar a importância de participar de todas as decisões e entender todos os processos empresariais.

Uma das decisões iniciais com grande impacto no futuro da empresa, feita logo antes de regularizar a situação da empresa, é a forma de tributação, o regime tributário da empresa.

É possível escolher entre o Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real. A opção mais vantajosa costuma ser o Simples Nacional e se você não possuir uma assessoria para avaliar o cenário deve optar por ele. Algumas atividades, no entanto, são impedidas de usar o Simples Nacional como regime tributário.

Por fim, conclui-se que abrir uma empresa não é um processo tão complexo quanto alguns fazem parecer, mas que exige muita precaução. É necessário que se esteja em dia com todas as obrigações legais e que medidas para diminuir os riscos de um empreendimento sejam tomadas.

Related posts

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: