Saúde

Mitos e verdades sobre a relação entre bebidas alcoólicas e saúde bucal

Muitas pessoas se perguntam se o consumo de bebidas alcoólicas pode fazer mal para os dentes. Ao mesmo tempo, esse pode ser um tema delicado, podendo não ser abordado da maneira correta. Por isso, falaremos sobre os mitos e verdades a respeito dessa relação.

Consumo de bebidas alcoólicas

Você provavelmente conheceu ou conviveu com alguém que tinha problemas com o consumo de bebidas alcoólicas. 

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), quase 3% da população acima dos 15 anos de idade pode ser considerada alcoólatra, representando cerca de 4 milhões de pessoas no mundo inteiro. 

No entanto, mesmo aqueles que fazem o “consumo social da bebida”, se não atentarem para algumas práticas, podem prejudicar a saúde geral e a integridade dos dentes.

Mas o que o álcool pode, de fato, causar para a saúde dos dentes? É isso que veremos a seguir. 

Mito: Bebidas alcoólicas não mancham os dentes

Esse é um mito muito difundido pelas pessoas, especialmente quando se trata da cerveja, que é uma das bebidas alcoólicas mais consumidas no mundo.

No entanto, é preciso compreender que a cerveja possui uma estrutura ácida, podendo afetar diretamente a aparência dos dentes, causando manchas aparentes e erosões – que podem ocasionar a fixação dos pigmentos ou enfraquecimento da estrutura.

Nesses casos, apenas tratamentos odontológicos, como o clareamento dental ou até mesmo o implante, quando mais grave, podem resolver a situação.

Mito: Bebidas alcoólicas mantém a hidratação

Outro mito muito falado é que a cerveja pode manter a hidratação. Contudo, na verdade ocorre o contrário, pois bebidas alcoólicas com alto teor de álcool em sua composição secam a boca, podendo causar diversos problemas bucais.

A boca seca, ou seja, sem a produção da saliva, é um caminho livre para o acúmulo de bactérias que podem causar diversas inflamações, como cáries e halitose.

Já para quem utiliza aparelho invisivel fixo, por exemplo, essa situação pode ser ainda pior, pois a estrutura também pode ser impactada – como pelo amarelamento – ou mesmo para o acúmulo e proliferação de bactérias nesse ambiente.

Dessa maneira, é fundamental manter a hidratação frequente e intercalar a bebida alcoólica com a água, de modo que resíduos e a acidez sejam removidos, bem como o ph regularizado.

Além disso, quem está realizando o tratamento com algum aparelho dentário, como o aparelho dental invisivel, a atenção com o consumo excessivo de álcool deve ser redobrada.

Verdade: A cerveja danifica os dentes

Como vimos, o consumo excessivo de álcool, especialmente de bebidas mais fortes, podem causar danos aos dentes, seja na coloração ou na qualidade/força dos dentes.

Além disso, é comum que as funções neurológicas sejam afetadas durante o consumo do álcool, o que faz com que as pessoas deixem de ter preocupações com diferentes aspectos, como a higienização bucal.

Assim, se essa prática é recorrente, o dependente não terá prática nenhuma de higiene dos dentes, bem como o impacto do álcool será agravado em todo o corpo, visto o aumento de inflamações que podem ocorrer.

Por isso, quando ocorre o vício (ainda mais no longo prazo), é comum que os dentes sejam danificados, chegando ao ponto de apodrecerem e caírem, sendo necessária a utilização de um implante dentario para recompor o sorriso.

Verdade: O álcool pode causar câncer

O consumo de álcool em excesso também pode provocar/estimular o câncer, uma doença de alta gravidade. 

Um dos principais problemas que podem fazer com que o álcool cause essa condição na cavidade é justamente a secura, intensificada pela falta de produção de saliva, o que danifica a proteção da região.

Dessa maneira, o alcoolismo pode causar câncer em diferentes regiões da boca e áreas próximas, além de câncer mais profundo em órgãos distintos, tais como:

  • Câncer de laringe;
  • Câncer de faringe;
  • Cancer de garganta;
  • Câncer no fígado.

Como se livrar do vício e ter uma saúde bucal de qualidade

Quando falamos dos problemas que o álcool gera, é importante destacar que isso ocorre principalmente em situações de vício, quando o consumo é desregulado. 

Apesar do consumo de bebidas alcoólicas de de forma esporádica dificulte o surgimento de problemas, é importante ter atenção às práticas de higiene e hidratação regular.

Assim, práticas simples como consumir bastante água após e entre as doses de bebidas alcoólicas, mascar chiclete sem açúcar para manter o hálito e estimular a salivação, além de escovar a dentição assim que possível  são fundamentais.

Já em casos em que o consumo afetou a estrutura dos dentes, além do tratamento para o vício e/ou mais atenção ao consumo do álcool, pode ser interessante verificar tratamentos que ajudam na recuperação do sorriso, como a lente de contato dental.

Por fim, para quem possui o vício, que pode ser extremamente prejudicial para a saúde bucal e para a saúde como um todo, é importante procurar ajuda.

Muitas pessoas conseguem parar de forma natural, apenas tomando consciência e mudando seus hábitos de rotina. Isso pode ser causado por um acontecimento específico.

Contudo, geralmente é difícil parar por conta própria e, nessas situações, é fundamental procurar ajuda de diferentes áreas, como médicos, dentistas, psicólogos e clínicas especializadas nesse tipo de recuperação. 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Lógica de Mercado, uma rede de conteúdos para alavancar negócios e proporcionar mais qualidade de vida e saúde.

Eder Oelinton

Jornalista, amante de tecnologia e curioso por natureza. Busco informações todos os dias para publicar para os leitores evoluírem cada dia mais. Além de muitas postagens sobre varias editorias!

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: