Internet das CoisasSegurança

Dispositivos IoT se tornando um risco de segurança crescente

O aumento dos dispositivos IoT (Internet das Coisas) pode estar levando a uma melhor conectividade e a um aumento no consumo de Netflix, mas também pode colocar sua casa em risco de ataques cibernéticos, afirmam novas pesquisas.

Um relatório da empresa de segurança Avast e da Universidade de Stanford descobriu que cerca de 40% das residências em todo o mundo agora contêm pelo menos um dispositivo IoT.

No entanto, muitos deles usam protocolos de segurança desatualizados ou ainda mantêm a senha padrão, deixando residências, escritórios e outros locais de trabalho em risco.

Segurança dos dispositivos IoT

Para obter seus resultados, a Avast digitalizou 83 milhões de dispositivos IoT em 16 milhões de residências em todo o mundo. Descobriu-se que 94% de todos os dispositivos IoT são fabricados por apenas 100 fornecedores, sendo os mais comuns os dispositivos relacionados à mídia e à televisão.

Mais preocupante, no entanto, o estudo descobriu que protocolos obsoletos como FTP e Telnet ainda são usados ​​por sete por cento do total de dispositivos, o que significa que milhões de dispositivos são especialmente vulneráveis.

Este também foi o caso de 15% dos roteadores domésticos, o que também é preocupante, já que esses dispositivos podem atuar como um gateway para a rede doméstica, abrindo vários dispositivos para o ataque.

Dispositivos de vigilância, como câmeras de segurança, também foram encontrados com o perfil Telnet mais fraco, juntamente com roteadores e impressoras – o que mais uma vez os colocou em ascensão de compromisso, como visto nos ataques de botnet Mirai altamente prejudiciais.

“A comunidade de segurança discutiu há muito tempo os problemas associados aos dispositivos IoT emergentes”, disse Zakir Durumeric, professor assistente de ciência da computação na Universidade de Stanford.

“Infelizmente, esses dispositivos permaneceram ocultos atrás dos roteadores domésticos e tivemos poucos dados em grande escala sobre os tipos de dispositivos implantados em residências reais. Esses dados nos ajudam a esclarecer o surgimento global da IoT e os tipos de problemas de segurança presentes nos dispositivos que os usuários reais possuem.”

Publicado originalmente em Tech Radar


Etiquetas
Mostrar mais

Eder Oelinton

Jornalista, amante de tecnologia e curioso por natureza. Busco informações todos os dias para publicar para os leitores evoluírem cada dia mais. Além de muitas postagens sobre varias editorias!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
%d blogueiros gostam disto: