Bem EstarSaúdeSociedade

Como o sexo pode pode deixá-lo com a língua solta

O orgasmo pode torna-lo mais susceptível em revelar seus segredos mais profundos.

  • Depois de ter um orgasmo, as pessoas experimentam um aumento de ocitocina.
  • Também conhecido como o hormônio “pro-social”, faz as pessoas se sentirem mais confiáveis
  • E a comunicação entre as pessoas depois do sexo é tipicamente positiva
  • Porém, misturar álcool com sexo pode ter o efeito contrário

O orgasmo não é apenas bom para sua relação sexual, ele pode ajudar a melhorar sua comunicação com os outros.

Um estudo descobriu que depois de ter um orgasmo, as pessoas ficam mais propensas em compartilhar informações importantes com seu parceiro.

E essa comunicação é positiva por causa do aumento na produção do hormônio chamado ocitocina, conhecido como o hormônio “pró-social” ou hormônio do amor.

chagar-ao-orgasmo-juntos
Um estudo da Universidade de Connecticut descobriu que após ter experianciado u orgasmo, as pessoas ficam mais passivei em compartilhar informações importantes com seus parceiros e a comunicação tende a ser positiva. Tudo isso ocorre graças a explosão na produção de ocitocina conhecido como o hormônio “pró-social” ou hormônio do amor.

“A comunicação pós-coito é provavelmente ligada à satisfação sexual e de relacionamento”, disse Amanda Denes, professora assistente da Universidade de Connecticut, e principal autora do estudo. “Por esta razão, as conversas na cama cumprem um papel importante em manter a intimidade no relacionamento”

A ocitocina explode no cérebro da pessoa imediatamente depois do orgasmo.

Níveis elevados de ocitocina estão ligados com um grande senso de confiança e diminuem a percepção de ameaça, e ainda reduzem os níveis de cortisol, o hormônio do stress.

Esta combinação pode criar um ambiente favorável onde as pessoas se sentem confiantes em compartilhar informações com seu parceiro. Mas no mesmo estudo encontro o efeito contrário quando esta experiência se mistura com o uso de álcool.

Denes disse que imediatamente depois do sexo, as pessoas que beberam revelaram informações aos seus parceiros que geralmente não tinham a intenção de dizer em condições normais.

No entanto, isso geralmente consiste em informações menos importantes e é menos positivo do que o de pessoas que bebem menos, em média.

“A ocitocina é um hormônio de ‘elevação’ e álcool é um ‘desacelerador’, portanto, não é surpreendente que eles têm efeitos opostos sobre o comportamento”, acrescentou Tamara Afifi, Professora da Universidade de Iowa, e co-autora do estudo. “As pessoas que bebem mais álcool, em média, perceber menos benefícios na divulgação de informações aos seus parceiros.”

sexo e informações
Entretanto, o estudo também descobriu que quando o álcool entra em cena as informações são divulgadas de uma forma negativa, sendo reveladas informações que poderiam permanecer em segredo.

Enquanto o álcool combinado com falta de ter um orgasmo os resultados são ainda mais negativos.

O estudo sugere que um orgasmo pode neutralizar os efeitos negativos do consumo de álcool sobre a comunicação após a atividade sexual e que as pessoas que bebem regularmente maiores quantidades de álcool antes de ter relações sexuais, podem ter padrões de comunicação desenvolvidos que interferem na comunicação positiva pós-sexo.

Os resultados são publicados na revista Communication Monographs e da Associação Nacional de Comunicação.

Etiquetas
Mostrar mais

Eder Oelinton

Jornalista, amante de tecnologia e curioso por natureza. Busco informações todos os dias para publicar para os leitores evoluírem cada dia mais. Além de muitas postagens sobre varias editorias!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: