Saúde

Como funciona a injeção anticoncepcional?

Com uma rotina extremamente corrida, é comum que as mulheres esqueçam de tomar a pílula anticoncepcional todos os dias no mesmo horário. Para que essa imprecisão não seja um problema para quem deseja evitar uma gravidez, conheça outra opção: a injeção anticoncepcional.

A injeção anticoncepcional é um método muito eficiente, com índices de falha que vão de 0,1 a 0,6%. Para que você tenha uma dimensão de como eles são baixos, a ação da injeção anticoncepcional trimestral é equivalente à da ligadura de trompas. Então, ficou mais interessada?

Como a injeção anticoncepcional age?

Essencialmente, esse método contraceptivo faz o mesmo que a pílula anticoncepcional. Com a liberação dos hormônios progesterona e estrogênio, a injeção anticoncepcional inibe a liberação de óvulos e torna o muco do colo uterino mais espesso. Dessa forma, é muito provável que o fluxo menstrual da mulher seja reduzido.

Quais as vantagens e as desvantagens da injeção anticoncepcional?

Vantagens

  • Efeito com longa duração (de 1 a 3 meses);
  • Redução do fluxo menstrual;
  • Alta segurança para evitar uma gravidez indesejada;
  • Redução de cólicas menstruais;
  • Efeitos colaterais mais amenos dos que oferecidos por anticoncepcionais orais;
  • Atenuação da TPM (tensão pré-menstrual).

Desvantagens

  • Em algumas mulheres, queda de libido;
  • Não protege de DSTs (doenças sexualmente transmissíveis);
  • Pode causar retenção de líquido e, logo, ganho de peso;
  • Aumenta a chance de doenças cardiovasculares, principalmente em mulheres fumantes;
  • Perda da capacidade fértil por um período de seis meses a um ano.

Quando ela deve ser aplicada?

A injeção anticoncepcional deve ser aplicada via intramuscular, de preferência nos glúteos, entre o primeiro e quinto dia do ciclo menstrual. Para mulheres que desejam adotar o método depois do parto, a injeção deve ser tomada entre o 21º e 28º dia depois do nascimento do bebê. Por fim, em caso de aborto ou uso da pílula do dia seguinte, a injeção anticoncepcional pode ser aplicada imediatamente.

Não é necessário que você vá até um hospital, mas precisará do auxílio de um profissional de saúde, como um farmacêutico, para a aplicação correta. É importante que não sejam feitas massagens ou compressas de água quente no local da injeção, pois, isso pode prejudicar o efeito do método.

A reaplicação pode ser feita a cada 30 ou 90 dias, contudo, é preciso alertar que algumas mulheres não podem receber o estrogênio, que faz parte da composição da injeção anticoncepcional mensal. Neste caso, é recomendado a versão trimestral do contraceptivo.

Injeção anticoncepcional x Pílula anticoncepcional

Não se preocupar diariamente com a ingestão da pílula anticoncepcional é um alívio considerável, mas o método não deve ser desconsiderado tão cedo. Como dito anteriormente, a injeção anticoncepcional pode afetar a fertilidade da mulher de modo provisório. Então, considere bem se filhos não estão nos seus planos nos próximos seis meses ou um ano. Caso você não tenha certeza, tente conhecer outros métodos, como o DIU ou o anel vaginal.

Apesar de a injeção anticoncepcional ser uma opção tentadora, não deixe de conversar com o seu médico ginecologista antes de adotar ou trocar de método contraceptivo. Tomar essa decisão sozinha não só coloca seu corpo em risco em razão dos efeitos colaterais, mas também abre a possibilidade de uma gravidez indesejada.

Texto: Maria Gabriela Ortiz |Assistente de Link Building WSI .T: (11) 4324-2512. E-mail: maria@wsidm.com.br Site: www.wsidm.com.br

Etiquetas
Mostrar mais

Eder Oelinton

Jornalista, amante de tecnologia e curioso por natureza. Busco informações todos os dias para publicar para os leitores evoluírem cada dia mais. Além de muitas postagens sobre varias editorias!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: