Dicas

Como economizar nas despesas do condomínio

Saiba como cortar custos e melhorar o orçamento!

Quando se trata de economizar nas despesas do condomínio, a administração está longe de ser uma tarefa fácil. Ela se assemelha bastante à gestão de uma empresa, pois é preciso lidar com pessoas, recursos e orçamentos, além do valor sentimental que os moradores têm por se tratar de suas casas.

Por isso, não é raro que os síndicos e administradores encontrem algumas dificuldades para lidar com as questões financeiras, pois é preciso que as contas fechem, mas que, ao mesmo tempo, a qualidade daquilo que os condôminos pagam seja mantida ou melhorada.

Se você também se encontra nessa situação, saiba que não está sozinho. De acordo com o Censo de 2015 elaborado pelo portal SíndicoNet, de 1 a 5, na média, o maior grau de dificuldade encontrado pelos síndicos é a inadimplência (2,42), seguida da manutenção (2,27), dois pontos que estão relacionados às finanças.

O controle financeiro, que reflete exatamente a situação citada, teve a nota média de 2,01, o que também demonstra que este problema está longe de ser exclusividade de apenas alguns condomínios.

Caso queira melhorar a situação, saiba que veio ao lugar certo! Confira algumas dicas que podem ajudar a reduzir sensivelmente os custos e, o melhor, sem interferir negativamente na qualidade – muito pelo contrário!

O que fazer para economizar nas despesas do condomínio?

Quanto antes você começar a colocar as dicas em prática, mais rapidamente conseguirá comprovar os resultados!

Troque a iluminação

Lâmpadas incandescentes, halógenas e fluorescentes ainda são bastante comuns em diversas aplicações, inclusive em condomínios, já que são modelos mais tradicionais e que, portanto, se tornaram um costume. Porém, também não são as melhores opções.

As incandescentes são, de longe, as que apresentam o maior consumo de energia elétrica, seguidas das halógenas e fluorescentes. Nenhuma delas ganha das lâmpadas de LED, que hoje já são bem acessíveis e cabem no orçamento do condomínio.

Para fins de comparação, ao considerar uma potência equivalente, as lâmpadas de LED gastam apenas 24,4% da energia necessária para manter uma lâmpada incandescente acesa. Em outras palavras, o consumo energético de uma incandescente e de quatro LEDs é praticamente o mesmo!

Portanto, vale a pena trocar todas as lâmpadas do condomínio por LEDs. Ainda que possam demandar um investimento considerável, a economia será percebida quase que de imediato, sem contar que elas iluminam muito bem e não precisam “esquentar” até funcionar plenamente.

Invista em temporizadores e sensores de presença para iluminação e climatização

Você já parou para pensar em quanto tempo os ventiladores, equipamentos de ar condicionado e lâmpadas ficam ligados sem que ninguém esteja no ambiente? Este é um controle difícil de ser feito sozinho, já que demandaria dedicação quase que exclusiva apenas para tal.

Uma maneira de economizar nas despesas do condomínio, de reduzir o trabalho manual e de quebra cortar custos é adquirir temporizadores acoplados a sensores de presença, cujo acionamento se dá apenas quando se identifica alguma pessoa naquele ambiente.

Com isso, você estará certo de que a energia elétrica só está sendo utilizada quando for efetivamente necessário.

Faça manutenções preventivas constantemente

Quando se fala sobre manutenção, é comum lembrar apenas das corretivas, aquelas que são feitas apenas quando determinado equipamento parou de funcionar por ter apresentado algum tipo de defeito, mas ela não é a única.

As manutenções preventivas devem ser analisadas com total atenção por parte dos síndicos e administradores, pois consiste em fazer pequenos consertos e reparos antes que algo venha a efetivamente quebrar, o que, por sua vez, abate uma boa parte dos custos.

Podemos traçar um paralelo com a manutenção de automóveis. A troca de óleo pelo tempo ou distância percorrida é uma manutenção preventiva, e caso ela não seja respeitada, o fluido pode perder suas características e resultar em problemas no motor do veículo, o que já seria uma manutenção corretiva – e mais cara.

Análise cautelosamente o funcionamento dos elevadores, equipamentos de ar condicionado, portões automáticos e todos os demais que se aplicam, de modo a evitar surpresas que tendem a prejudicar o orçamento.

Negocie com novos fornecedores e prestadores de serviço

locação de um gerador de energia é importante negociar

Pode ser que o fornecedor de materiais de limpeza seja o mesmo há anos ou que a pessoa que conserta os elevadores seja um colega de longa data, mas essa nem sempre é a situação ideal, pois te deixa distante do que o mercado pratica.

Portanto, para economizar nas despesas do condomínio vale a pena procurar por novos parceiros periodicamente, de modo a expor suas necessidades, comparar seus orçamentos e, por fim, escolher aquele que melhor se adequa ao condomínio em termos financeiros e funcionais. A qualidade não será prejudicada e as contas podem ser aliviadas.

Considere a adoção de um gerador de energia

Como vimos anteriormente, a administração de um condomínio não passa apenas pela gestão financeira, mas também de pessoas, a qual, inclusive, pode ser ainda mais complicada.

Neste sentido, imagine que o fornecimento de energia elétrica por parte da concessionária seja interrompido, seja por manutenções agendadas, emergências ou quaisquer outras necessidades. Neste caso, são grandes as chances de que os moradores se dirigirão ao síndico em busca de algum suporte.

Para que ele não fique de mãos atadas, compensa investir na locação de um gerador de energia, equipamento que estará à disposição para qualquer necessidade, de modo a não impactar negativamente na satisfação dos condôminos – que, inclusive, se sentirão felizes pela não interrupção do fornecimento de energia.

Seu uso é benéfico e ajuda economizar nas despesas do condomínio mesmo quando a energia não foi interrompida, principalmente nos chamados horários de ponta, aqueles em que o uso de eletricidade é maior e, portanto, as concessionárias trabalham com valores acima da média. Basta utilizar o gerador nesses momentos para ver uma economia considerável na conta!

Corte custos imediatamente na administração condominial!

Nenhuma das dicas citadas é demasiadamente complicada para economizar nas despesas do condomínio, o que significa que elas podem começar a ser aplicadas o quanto antes no condomínio, o que mostrará aos condôminos que a gestão está sendo bem-feita e, consequentemente, tende a impactar em sua satisfação.

De trocar lâmpadas e fornecedores a alugar gerador de energia, aplique cada uma dessas sugestões e veja como, em um curto período de tempo, a economia será notável no orçamento do condomínio!

Etiquetas
Mostrar mais

Eder Oelinton

Jornalista, amante de tecnologia e curioso por natureza. Busco informações todos os dias para publicar para os leitores evoluírem cada dia mais. Além de muitas postagens sobre varias editorias!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: