fbpx
Saúde

7 dicas para evitar doenças bucais

Para que o corpo aproveite diversos momentos da vida de modo saudável, é importante prestar atenção em variadas dimensões, sendo uma das principais a boca e os dentes. Afinal, o cuidado com essa parte da vida evita não só o aparecimento de doenças bucais, como contribui para o funcionamento de todo o corpo.

São muitas as doenças bucais que podem surgir quando não há uma boa higienização dos dentes, sendo que algumas delas podem ter influência em patologias cardíacas, como o caso da endocardite bacteriana.

Além da atenção à boca e aos dentes naturais, pessoas que fizeram algum tipo de procedimento, como é o caso do implante dentario, precisam ser bastante criteriosos quanto à limpeza de toda a área bucal.

No presente artigo abordaremos algumas das doenças bucais que são causadas pela falta de higienização adequada, além dos cuidados que podem ser tomados para uma boca mais sadia.

Doenças bucais mais comuns

Cuidar dos dentes é muito necessário para uma saúde integral do corpo, afinal, essa parte da anatomia humana é a responsável pela ingestão de nutrientes, bem como pelo acesso de bactérias.

Assim, quando há ausência do cuidado diário e preventivo, muitas doenças podem ser originadas. Dentre os problemas estão:

  • Cárie;
  • Halitose;
  • Gengivite;
  • Placa bacteriana.

Neste tópico abordaremos algumas dessas doenças de forma detalhada, entendendo sua gravidade e o que fazer quando ela se manifestar, entendendo os tratamentos e medidas de prevenção, bem como os cuidados em que houver a necessidade de conciliar tratamentos, como o caso do aparelho dental transparente.

  1. Halitose

Muitos não sabem, mas o mau hálito constante pode ser considerado uma doença bucal, chamada de halitose. 

São muitos os fatores que favorecem o aparecimento dessa disfunção, como a má escovação dos dentes e da língua, que permite que o acúmulo de alimentos e bactérias seja maior na boca, gerando o mau hálito.

Além disso, esse tipo de disfunção possui alguns fatores de agravamento, entre os quais podemos citar o álcool, o tabaco e problemas estomacais.

É importante identificar a causa certa do que pode causar essa disfunção, para que seja tratada da melhor maneira possível. 

Para evitar o aparecimento da doença, é preciso manter bons hábitos de higiene, tanto quem possui dentes naturais, como quem tem protese sobre implante dentario.

  1. Gengivite

Um dos problemas que mais atinge a população é a inflamação na gengiva, conhecida pelo nome de gengivite. 

Esta doença é consequência, em grande parte, do acúmulo de bactérias e dos restos de alimentos que ficam presos nos tecidos gengivais. Em casos avançados, a gengivite pode ser também a causa da halitose. 

Além disso, em um estudo publicado pela revista “Cancer Epidemiology, Biomakers and Prevention”, as mulheres que apresentam a gengivite podem apresentar até 14% mais chances de desenvolver câncer. 

  1. Placas bacterianas

A placa bacteriana consiste em um biofilme produzido pelas bactérias em excesso da boca, possuindo uma característica viscosa e sem cor localizada ao redor dos dentes.

Essa condição pode ocasionar a formação de uma película mais grossa e endurecida conhecida como tártaro e que gera algumas condições como dores de dente e retração na gengiva.

  1. Periodontite

A periodontite é um tipo de doença bucal mais grave e é a principal responsável pela perda dos dentes. 

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2013, 41,5% das pessoas acima de 60 anos perderam os dentes, sendo que uma das principais causas foi a periodontite. 

Alguns dos sintomas clássicos dessa doença são a sensibilidade e o sangramento, que ao longo do tempo, gera a queda dos dentes. A periodontite pode ser entendida como a evolução da gengivite.

Cuidados com a saúde bucal

Para as pessoas que fizeram o clareamento dental com moldeira ou não possuem tratamento mas desejam preservar a saúde e beleza da cavidade oral, existem alguns cuidados diários essenciais.

O primeiro deles é a escovação após as refeições e o uso do fio dental nos entremeios do dente, evitando resíduos de alimentos que geram a placa bacteriana.

É importante também lembrar que a visita ao dentista de forma regular é de grande valia para evitar o aparecimento dessas doenças. As consultas, de forma preventiva, garantem uma saúde bucal mais íntegras.

Com a regularidade, o dentista poderá sempre passar um feedback sobre como está a saúde bucal e poderá indicar tratamentos e identificar problemas, encaminhando para outras especialidades como a ortodontia.

Deste modo, vimos que existem muitas doenças bucais e preveni-las exige cuidados. As ações são simples e precisam ser adotadas cotidianamente, como a limpeza periódica e a consulta ao dentista.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Vue Odonto, uma rede especializada em atendimento odontológico com enfoque na humanização.

Imagem destaque: Pessoas, foto criada por WayHomeStudio – br.freepik.com

Eder Oelinton

Jornalista, amante de tecnologia e curioso por natureza. Busco informações todos os dias para publicar para os leitores evoluírem cada dia mais. Além de muitas postagens sobre varias editorias!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: