fbpx
Dicas

Veja tudo o que você deve observar ao visitar casas para alugar

Encontrar o lar dos sonhos exige uma boa vistoria no imóvel para evitar problemas no futuro.

O processo para alugar uma casa envolve algumas etapas: é preciso encontrar a moradia ideal, avaliar o seu estado, negociar o valor com a imobiliária ou proprietário, dar entrada na documentação, pagar o seguro, fazer a vistoria e só então realizar o sonho de se mudar.

Tudo isso ocorre para minimizar possíveis prejuízos para locatário e proprietário.

Uma vez assinado o contrato, o morador está aceitando receber o imóvel nas condições que o encontrou, e deve devolvê-lo da mesma maneira. Portanto, vale a pena ser cuidadoso na hora de fazer a escolha do novo lar.

Saiba o que observar quando visitar casas e apartamentos para alugar:

Identifique problemas estruturais

É muito comum que imóveis antigos sofram com problemas estruturais, bem como imóveis novos que não foram devidamente construídos ou conservados também.

Observe fissuras, trincas ou rachaduras nas paredes e pisos. Também podem surgir mofo e bolor, principalmente nos ambientes mais úmidos. Vazamentos e infiltrações são um ponto de atenção. Outro ponto que deve ser observado é se há deslocamento do revestimento em alguma parte do cômodo.

Hidráulica e elétrica em dia

Os sistemas hidráulico e elétrico levam água e eletricidade para a sua casa e é por isso que eles devem estar funcionando perfeitamente.

Antes de alugar, teste as torneiras, ralos e descargas. Repare em pisos e paredes estufados, com bolhas, mofo, desníveis ou infiltrações, que podem indicar algum tipo de vazamento.

Além disso, confira se todos os registros abrem e fecham adequadamente. Poucos locatários costumam prestar atenção a esse detalhe, que é muito importante para garantir que o encanamento está funcionando.

Na elétrica, comece avaliando as tomadas. Elas devem ter um padrão, estar encaixadas corretamente e ser compatíveis com a voltagem dos aparelhos que você possui. Se possível, avalie também os fios, que não podem estar expostos, mal conservados, desencapados, amassados ou corroídos. 

Já o disjuntor e o quadro de força devem ser analisados, preferencialmente, por um especialista, pois são partes importantes do sistema e que podem causar graves acidentes caso não estejam de acordo com as normas técnicas.

Confira portas e janelas

As portas e janelas são essenciais para a segurança e proteção da residência, portanto, precisam estar em perfeitas condições. Caso estejam danificadas, é preciso que o proprietário faça reparos antes do inquilino habitar o imóvel.

Fique de olho no estado das portas: observe se elas fecham corretamente, se a trava funciona, se a fechadura está em boas condições, se há cupins ou outros problemas. Redobre a atenção com portas diferenciadas, como a porta camarão e as portas francesas, por exemplo.

Já nas janelas, faça o teste abrindo-as e fechando-as algumas vezes. Se houver vidros, eles não podem estar quebrados ou trincados. Repare também nas venezianas, que devem bloquear a visão dos vizinhos.

Repare em pintura e acabamentos

A vistoria da pintura e acabamento geralmente recebe a devida atenção dos inquilinos, pois são os primeiros detalhes percebidos ao entrar na casa ou apartamento.

Confira o estado da pintura em todos os cômodos, inclusive nos rodapés. Manchas, sujeiras e pinturas mal feitas são muito frequentes em imóveis alugados.

Veja também os acabamentos. Azulejos, ladrilho hidráulico, gesso, pastilhas, madeira, cerâmica, cantoneira e outros precisam estar em dia, perfeitamente alinhados e sem partes faltando.

O que fazer se encontrar problemas no imóvel?

Todos os imóveis apresentam algum tipo de problema. Sendo assim, primeiramente é preciso considerar se o defeito terá impacto no seu lar.

Infiltrações e portas sem chaves, por exemplo, podem causar grandes transtornos se o locatário desejar morar no local. A solução é conversar com a imobiliária ou proprietário e negociar o reparo antes de assinar o contrato.

Outra opção é assumir o conserto e solicitar o desconto no aluguel, desde que as partes estejam de acordo. Porém, você o inquilino pode ser negativamente surpreendido e se deparar com um problema maior do que o previsto.

Para problemas menos graves, como uma parede suja, reflita se vale a pena acionar o proprietário ou se você mesmo vai resolver. Caso tenha planos de pintar ou colocar um papel de parede, talvez seja melhor relevar, evitando discussões desnecessárias e tempo perdido.

O mais importante é que todos os defeitos encontrados no imóvel sejam documentados em vistoria. Assim, cada responsável ficará encarregado de cuidar de sua parte sem transformar o sonho em pesadelo.

Eder Oelinton

Jornalista, amante de tecnologia e curioso por natureza. Busco informações todos os dias para publicar para os leitores evoluírem cada dia mais. Além de muitas postagens sobre varias editorias!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: