Erro no banco de dados do WordPress: [UPDATE command denied to user 'u509014324_eder'@'127.0.0.1' for table 'wp_options']
UPDATE `wp_options` SET `option_value` = '1576367846.3704528808593750000000' WHERE `option_name` = '_transient_doing_cron'

Plastivida vai abordar a reciclagem do Isopor® durante a feira Carnavália-Sambacon 2018 • Suprimatec
Sociedade

Plastivida vai abordar a reciclagem do Isopor® durante a feira Carnavália-Sambacon 2018

O objetivo é mostrar aos participantes que o IsoporⓇ é um plástico 100% reciclável e que deve ser separado na coleta seletiva

A Plastivida, por meio de seu Comitê do EPS, vai participar da Carnavália-Sambacon 2018, maior evento de cultura e negócios do Carnaval, voltado para profissionais e fornecedores do setor carnavalesco. A feira será realizada entre os dias 26 e 28 de julho, no Centro de Convenções Sulamérica, no Rio de Janeiro.

O objetivo é divulgar que o EPS, conhecido pela marca comercial IsoporⓇ, é um plástico, é 100% reciclável, e fomentar as boas práticas de coleta seletiva e de reciclagem no período de Carnaval.

Para tanto, a entidade vai apresentar no evento uma degasadora para demonstrar como é o processo de preparação do EPS para a reciclagem. O Isopor possui, em sua composição, cerca de 98% de ar e 2% de resina plástica. Para que o processo de reciclagem possa ser realizado, é necessária a retirada desse ar de dentro da resina, processo que será apresentado durante o evento.

[pub_quadro_google]

Reciclado, o EPS se transforma em diversos produtos como argamassa, decks de piscina, concreto leve, molduras de quadros, rodapés, calçados, material de escritório, embalagens para a proteção de objetos, entre outros. Amostras desses produtos estarão expostas durante o evento.

No estande do Comitê do EPS da Plastivida, os visitantes também poderão encaminhar o seu IsoporⓇ para a reciclagem. Um Ponto de Entrega Voluntária (PEV) estará instalado para coletar o EPS utilizado ou levado ao evento e, dali, o encaminhar para a reciclagem.

Para Ivam Michaltchuk, coordenador do Comitê do EPS da Plastivida, fomentar as boas práticas de consumo e pós-consumo em segmentos que usam amplamente o EPS, como é o Carnaval, é de grande importância. “A reciclagem dos plásticos, entre eles o EPS é uma realidade no Brasil que gera emprego e renda, além dos benefícios ambientais e por isso a participação de todos é fundamental para o crescimento dessa atividade”, afirma o executivo.

[amazon_link asins=’B078J58MMF,B07CX5SMCP,B07CR89RPQ’ template=’ProductCarousel’ store=’suprimatec0d-20′ marketplace=’BR’ link_id=’fe0dcea7-8b8c-11e8-aa73-8d080455a7ea’]

Desenvolvimento e sustentabilidade

Por sua leveza, resistência, isolamento térmico, inodoro, inerte e atóxico, o IsoporⓇ é utilizado em diversos setores da economia, como a construção civil, de embalagens, automotivo, arquitetura e decoração, esportivo, entre outros, oferecendo desenvolvimento e competitividade.

Funciona como isolante acústico em construções, como material para construção de lajes, telhas, forros, paredes, blocos para estabilização de solos, pisos e molduras.

Na área automotiva, o EPS contribui na redução do peso total dos automóveis, fazendo com que esses veículos consumam menos combustíveis e, consequentemente, reduzam a emissão de gases poluentes.

Na distribuição de produtos, esse tipo de material possui a função de evitar que objetos frágeis sofram algum tipo de dano durante o processo de envio do produto de um ponto a outro.

Generic Category (Portuguese)300x250

Já no setor de alimentos, estudos comprovam a eficiência e segurança do uso do EPS. Ele está presente no acondicionamento e transporte seguro de produtos perecíveis, como mantimentos, vacinas e medicamentos (por sua capacidade de absorver choques e evitar danos), na manutenção da temperatura de bebidas e alimentos quentes, nas embalagens de alimentos em supermercados e lanchonetes, entre outros.

Depois de consumido, o destino adequado para o EPS é a reciclagem, que além de reduzir a quantidade resíduos em aterros sanitários, aumenta a vida útil do produto, gera emprego e renda.

Miguel Bahiense, presidente da Plastivida, explica que no Brasil, são reciclados anualmente, em média, 30% do EPS pós-consumo. Esse índice tem potencial de crescimento com o fomento das boas práticas de coleta seletiva.

“A questão precisa ser olhada por todos, sociedade e poder público, pois somente com melhorias na gestão dos resíduos é que seguiremos efetivamente no rumo da sustentabilidade”, afirma Miguel.

SERVIÇO: Comitê do EPS-Plastivida na Carnavália-Sambacon 2018

Data: de 26 a 28 de julho

Local: Centro de Convenções Sulamérica, no Rio de Janeiro

Informações: http://carnavalia.net/

Sobre a Plastivida

A Plastivida é o instituto socioambiental dos plásticos e atua de maneira colaborativa, por meio da educação ambiental, para disseminar informações precisas e científicas sobre os plásticos – suas propriedades, aplicações, reciclabilidade, além do uso responsável e descarte adequado – a fim de contribuir com o desenvolvimento social e ambiental.

Por meio do Comitê do EPS, a entidade busca promover ações de responsabilidade social em relação à reciclabilidade do produto, evidenciando suas propriedades, contribuições e aplicação perante a sociedade e o meio ambiente.

Para mais informações: www.plastivida.org.br

Texto: Mfree Comunicação

Etiquetas
Mostrar mais

Eder Oelinton

Jornalista, amante de tecnologia e curioso por natureza. Busco informações todos os dias para publicar para os leitores evoluírem cada dia mais. Além de muitas postagens sobre varias editorias!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar