Dicas

Qual época para administrar o antipulgas?

Durante o verão, as condições possibilitam que o desenvolvimento dos ciclos de pulgas e carrapatos sejam acelerados.

O antipulgas é um medicamento veterinário indispensável para lidar com pulgas e carrapatos nos pets. Afinal, além de criar o incômodo no animal, esses parasitas podem gerar sérias doenças em cães e gatos.

Contudo, como lidar com o antipulgas? Obtenha as respostas para os principais questionamentos acerca desse assunto. Dessa forma, garanta que o seu amiguinho fique sempre saudável.

Conheça algumas doenças causadas por pulgas e carrapatos

Dermatite alérgica

A saliva da pulga causa uma reação alérgica que desencadeia uma coceira muito intensa na pele do pet. Além disso, o animal também pode apresentar queda de pelos, feridas, descamação, mal cheiro e uma infecção na pele chamada piodermite.

Para tratá-la, é necessário utilizar antialérgicos, antibióticos e, em alguns casos, cicatrizantes. Também, é preciso controlar infestações de parasitas com antipulgas para o animal e para o ambiente.

Dypilidium caninum

Transmitido pelas pulgas, este verme se fixa nas paredes do intestino delgado do animal e atinge até 60 centímetros de comprimento. Pode causar diarreias, perda de peso, constipação e crescimento retardado em animais jovens, em casos mais graves.

O tratamento é realizado por meio de vermífugos. Contudo, é essencial o controle dos parasitas com o uso do antipulgas para prevenir a reinfecção.

Erliquiose

Transmitida por carrapatos, essa doença é causada pela bactéria Ehrlichia. Essa bactéria cai na corrente sanguínea e se replica nos glóbulos brancos, causando a destruição dessas células. Além disso, as hemácias e plaquetas também podem ser destruídas.

O tratamento é realizado com o uso de antibióticos e, na maioria dos casos, a transfusão de sangue é necessária para repor as células destruídas. Mais uma vez, o controle do parasita com o antipulgas é indispensável para que o animal não seja exposto à doença novamente.

Qual a época do ano de maior incidência dos parasitas?

Durante o verão, as condições possibilitam que o desenvolvimento dos ciclos de pulgas e carrapatos sejam acelerados.

Por isso, nessa época do ano é necessário um foco maior para combater esses parasitas e impedir que eles tenham um ambiente propício para reprodução. Entre os principais cuidados que devem ser adotados, citamos:

  • Aspire ou varra os tapetes, sofás e almofadas, pelo menos, duas vezes por semana;
  • Troque seus lençóis, colchas e edredons uma vez por semana;
  • Os parasitas são sensíveis à água, calor e luz. Sabendo disso, coloque as roupas de cama para tomar sol;
  • Tente lavar os pertences do pet com certa frequência;
  • Sempre que o animal voltar de uma caminhada fora de casa, escove o pelo para evitar parasitas;
  • Fique de olho no animal. Em gatos é mais difícil de perceber a existência de pulgas e carrapatos, por isso, faça uma vistoria rigorosa;
  • Tente encontrar focos de pulgas e carrapatos para evitá-los;
  • Por fim, administre o antipulgas no seu animal.

Quando administrar o antipulgas?

O ideal é que você aplique o antipulgas a cada 3 meses no seu animal, pelo menos. No entanto, dependendo do tipo escolhido e da rotina do seu pet, esse período pode ser maior. No caso de cães e gatos que costumam sair de casa ou ficar perto de outros animais, a atenção deve ser redobrada!

Etiquetas
Mostrar mais

Eder Oelinton

Jornalista, amante de tecnologia e curioso por natureza. Busco informações todos os dias para publicar para os leitores evoluírem cada dia mais. Além de muitas postagens sobre varias editorias!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: