Saúde

Oncofertilidade: o que é?

A oncofertilidade consiste em uma especialidade da medicina reprodutiva que tem como objetivo preservar a fertilidade de pacientes que serão submetidos a tratamento oncológico, independentemente do tipo de câncer que os afeta.

Uma vez que pacientes em tratamento de câncer são submetidos a uma sério de tratamentos altamente invasivos — como radioterapia, quimioterapia ou cirurgia —, a fertilidade pode ser alterada, gerando condições de baixa fertilidade ou infertilidade, que podem ser temporárias ou permanentes, dependendo do caso. A oncofertilidade, portanto, age no sentido de preservar a fertilidade dessas pessoas para que elas possam almejar uma gestação futura após o tratamento de combate ao câncer.

Quais são os tratamentos da oncofertilidade?

O ideal é que a preservação da fertilidade seja realizada antes do início do tratamento oncológico, visto que a exposição aos medicamentos da radioterapia e da quimioterapia pode afetar o potencial fértil já no início do tratamento.

Ainda assim, preservar a fertilidade nesses pacientes não representa um adiamento do início do tratamento do câncer, sendo o processo bastante rápido quando uma clínica de reprodução humana é procurada.

A oncofertilidade poderá variar de acordo com questões como: idade, tipo de câncer e tratamento, sendo que o oncologista e o especialista em reprodução humana poderão indicar a preservação da fertilidade mesmo após o início do tratamento oncológico.

Portanto, para pacientes que já realizaram o tratamento de câncer ou estão em tratamento, um especialista em oncofertilidade poderá dar as orientações mais adequadas.

Os tratamentos para oncofertilidade disponíveis são:

  • congelamento de espermatozoides;
  • congelamento de oócitos;
  • congelamento de embriões;
  • congelamento de tecido do ovário;
  • congelamento de tecido do testículo;
  • Supressão medicamentosa ovariana;

O tratamento de preservação da fertilidade mais indicado para o caso, também levará em conta o tipo de tratamento oncológico que será realizada, incluindo quantidade de ciclos e doses.

Quando procurar um especialista em oncofertilidade?

A oncofertilidade é uma opção para qualquer pessoa que vai realizar um tratamento de câncer, está realizando ou já o concluiu. O especialista avaliará o atual potencial fértil do paciente, o esquema terapêutico adotado e definir qual a melhor estratégia para preservação do potencial fértil.

A especialidade é indicada para:

  • Conhecer como a radioterapia e a quimioterapia afetam a fertilidade do paciente com câncer;
  • Informar como a fertilidade pode ser preservada antes de ser iniciado um tratamento oncológico;
  • Demonstrar que, mesmo após um tratamento para o câncer, o paciente tem chances de retomar seus objetivos de vida, incluindo aqueles que desejam ter filhos;
  • Manter a capacidade fértil mesmo para pessoas que tem câncer precocemente e que, portanto, poderiam não ter à oportunidade de decidir por uma gestação no futuro;
  • Evitar ocorrências de depressão após o tratamento oncológico devido a descoberta da infertilidade.

Como os tratamentos oncológicos afetam a fertilidade?

Os tratamentos contra o câncer são conhecidos por serem bastante agressivos, utilizando medicações que pode afetar diversas funcionalidades do organismo, incluindo a fertilidade.

Nas mulheres, a realização da quimioterapia está associada a falência ovariana e a menopausa precoce, enquanto nos homens pode gerar maior fragmentação do DNA do espermatozoide, dificultando a fecundação e também a implantação do óvulo.

Para pacientes que são submetidos a radioterapia, o tratamento pode ser associado a danos no ovário, com falência ovariana, além de redução do volume da cavidade uterina e fluxo sanguíneo na região. Nos homens, esse tratamento está relacionado a uma diminuição da quantidade de espermatozoides produzidos, sendo que o organismo pode demorar até cinco anos para recuperar os níveis de produção do gameta masculino de forma normal.

A oncofertilidade é, assim, uma forma de preservar a fertilidade nos pacientes que serão submetidos aos tratamentos oncológicos que podem afetar permanentemente o potencial fértil das mesmas. Um especialista na área deve ser procurado, preferencialmente, antes do início do tratamento.

 

Mostrar mais

Eder Oelinton

Jornalista, amante de tecnologia e curioso por natureza. Busco informações todos os dias para publicar para os leitores evoluírem cada dia mais. Além de muitas postagens sobre varias editorias!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: