News

Lex Perfecta, Rede Social para Advogados, Começa a Funcionar no Brasil

Plataforma de relacionamento irá funcionar em conformidade com os marcos legais e éticos da profissão

A comunidade jurídica brasileira acaba de ganhar uma rede social especificamente voltada para os profissionais do setor, a LexPerfecta.

O objetivo da plataforma é promover o relacionamento entre profissionais do direito entendido como um negócio e como disciplina técnica.

A participação desse grupo nas plataformas genéricas é limitada por questões legais e regulamentos éticos do setor.

Os advogados, maior parcela do público-alvo da LexPerfecta, são impedidos ou desestimulados à livre exposição de conteúdos que possam ter alguma relação com aspectos sensíveis do ofício, como causas em que estão envolvidos, identidade de clientes, concorrência, etc.

Este mesmo tipo de limitação recai sobre magistrados, procuradores e demais operadores do direito.

De acordo com Rudinei Modezejewski, idealizador e CEO da LexPerfecta, os profissionais da área têm dificuldades de trocar informações técnicas e de negócios em função desses marcos regulatórios, que criam uma aura negativa sobre a atividade de “marketing jurídico”.

“A LexPerfecta não pretende ser um canal de informação e encontro para contornar esses limitadores, e sim uma rede social planejada em conformidade com o arcabouço normativo”, afirma ele.

O contingente de advogados no Brasil atinge 1,22 milhão de profissionais, segundo dados recentes da OAB, mas a comunidade de profissionais da advocacia vai além, levando-se em conta os bacharéis que trabalham na retaguarda dos processos e mais os professores e estagiários.

De acordo com Modezejewski, esta comunidade é carente de canais de troca de experiência e oportunidades de divulgação de serviços. Principalmente desde que o Yahoo extinguiu grupos de discussão que atraíam adeptos da área. No Google e no Facebook, explica ele, comunidades desse tipo nunca foram bem sucedidas por limitações de algoritmo e de políticas dessas plataformas.

Exposição profissional dentro das normas

“Advogados independentes poderão usar a rede para oferecer serviços de correspondentes jurídicos, enquanto as bancas poderão expor seus conhecimentos e sua marca sem risco de conflitos éticos. Outros grupos profissionais, como peritos, especialistas em TI jurídica, e Lawtechs também poderão se integrar” , assinala o CEO. 

Na LexPerfecta, o nível de exposição das postagens será controlada pelo próprio dono do perfil. Os grupos de discussão, ou networking, serão agrupados por assunto ou áreas de interesse, sem a fragmentação existente nas redes convencionais, onde há, às vezes, centenas e até milhares de grupos redundantes. Esta centralização, afirma o líder da LexPerfecta, vai facilitar o debate, a reunião com pessoas certas e a busca de informações técnicas de forma mais rápida.

A rede também publicará postagens na forma de artigos assinados, opiniões, peças acadêmicas, tópicos de legislação, jurisprudência, informações sobre tribunais e agendas de eventos alimentadas pelos próprios participantes.

A LexPerfecta inicia suas operações em 11 de agosto e já conta com patrocínio de empresas como rede global RPost, empresa norte-americana especializada em assinatura digital certificada e detentora da patente de E-mail Registrado. O fundador, Rudinei Modezejewski, se tornou conhecido no meio jurídico e de inovação ao criar Avctoris, uma plataforma que inovou a forma de registro de copyright, mantendo a segurança jurídica. 

Eder Oelinton

Jornalista, amante de tecnologia e curioso por natureza. Busco informações todos os dias para publicar para os leitores evoluírem cada dia mais. Além de muitas postagens sobre varias editorias!

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: