News

Incêndios na Amazônia podem ser vistos do espaço

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) do Brasil, é a pior estação de incêndios na Amazônia desde que a agência começou a rastrear a floresta tropical em 2013 – com 83% a mais de incêndios do que no mesmo período em 2018.

Samuel Oakford

Más notícias

Para reiterar, isso é muito ruim: diz-se que as árvores da Amazônia são responsáveis por produzir 20% de oxigênio na atmosfera do nosso planeta.

Regiões inteiras do país permaneceram escuras, à medida que quantidades maciças de fumaça causadas pelo fogo varreram o nordeste. São Paulo – uma cidade de mais de 12 milhões de pessoas a milhares de quilômetros da Amazônia – foi envolvida em um manto negro na maior parte desta semana, bloqueando a luz do Sol quase completamente.

Shannon Sims

Muitos dos incêndios florestais são causados por fazendeiros queimando a terra deliberadamente para desmatar a terra para o gado, como a Reuters ressalta. O relaxamento dos controles ambientais pela atual liderança do Brasil sob o presidente Jair Bolsonaro também não está ajudando a situação.

“Mentiras”

Grupos ambientalistas há muito vêm fazendo campanha para salvar a Amazônia, culpando Jair Bolsonaro, o presidente de extrema direita do Brasil, pela ameaça à floresta tropical. Eles o acusam de relaxar os controles ambientais no país e incentivar o desmatamento.

As políticas ambientais de Bolsonaro são controversas desde o início. Um ex-capitão do exército, ele fez promessas de campanha para restaurar a economia, explorando o potencial econômico da Amazônia.

CNN Internacional

Bolsonaro demitiu o diretor do INPE no início deste mês depois de chamar as descobertas da agência de “mentiras”, como a CNN informa.

Embora os incêndios florestais ocorram naturalmente na estação seca, o fogo desta semana está em uma escala totalmente diferente.

“A estação seca cria as condições favoráveis para o uso e a propagação do fogo, mas iniciar um incêndio é obra de seres humanos, deliberadamente ou por acidente”, disse à Reuters o pesquisador do INPE, Alberto Setzer.

Publicado originalmente em Futurism.

Etiquetas
Mostrar mais

Eder Oelinton

Jornalista, amante de tecnologia e curioso por natureza. Busco informações todos os dias para publicar para os leitores evoluírem cada dia mais. Além de muitas postagens sobre varias editorias!

Artigos relacionados

Um Comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: