Curiosidades Tecnologia 

Descubra como é o trabalho de um detetive particular que os filmes não te mostram

Um trabalho muito famoso nos filmes e cobiçado pela maioria das pessoas quando adolescentes e cheios de sonhos é o de detetive particular. Eles são muito inteligentes e precisos e auxiliam na resolução dos chamados, nas telinhas, “casos impossíveis”.

No entanto, ser um bom investigador não é nem de longe uma tarefa muito fácil, ele é responsável por todas as informações e dados prestados durante os casos que se prontifica a resolver.

Hoje, você vai conhecer o real trabalho de um detetive particular. O que ele realmente faz e desenvolve, e que os filmes não se dedicam em te mostrar. Se você é um curioso por esse assunto, basta continuar lendo esse post e tirar todas as suas dúvidas. Vamos lá!

Trabalho prévio do detetive

Antes de começar a examinar o caso, o detetive particular precisa tomar conhecimento de uma série de coisas bem essenciais para resolver o problema. Primeiro ele tem de preparar suas anotações com precisão e exatidão.

Ele tem que conhecer o seu cliente pessoalmente, escutar os seus relatos e saber qual o problema em especial para que tenha ocorrido a sua chamada até aquele local. Para que possa esclarecer dúvidas e ficar por dentro de todo o assunto da melhor forma possível.

No entanto, o contato com o cliente não acaba por aí. O investigador particular deve, sempre que possível, deixar o cliente informado de todas as ações a serem desenvolvidas na resolução do caso, pois ele estará muito ansioso e esperando novos comunicados a todo o momento.

A mala do detetive

Para a realização das muitas técnicas que o detetive particular aplica em seu dia a dia há a necessidade de usar diversos aparelhos tecnológicos essenciais a esse tipo de serviço, e que estão cada vez mais sofisticados.

Dos muitos itens modernos e sofisticados estão:

  • Câmeras de alta qualidade
  • Micro câmeras de alta qualidade
  • GPS
  • Veículo de transporte
  • Escutas
  • Pontos eletrônicos
  • Disfarces estratégicos e bem elaborados para as ocasiões em especial

Toda essa equipagem listada acima são somente alguns materiais comuns a diversos tipos de investigações, no entanto existem diversos outros que fazem parte da mala do detetive particular e não podem faltar quando o assunto é investigar alguma coisa a pedido dos clientes, pois facilitam e asseguram a veracidade dos dados colhidos dentro do trabalho exercido.

Investigando

Depois de todo um preparamento especial chegou a hora de pôr a mão na massa. O detetive particular agora colocará em prática tudo o que aprendeu ao longo de sua capacitação psicológica e física.

Todas as investigações têm suas peculiaridades, porém nem todos os clientes entendem isso e acabam querendo pressionar o investigador a entregar provas e respostas muito rápidas.

Dentre todo o processo difícil e as vezes demorado, o detetive particular passa por algumas das seguintes etapas, que são consideradas bem comuns:

  • Monitorar o investigado
  • Entrevistar testemunhas
  • Entrevistar pessoas que cedam informações preciosas
  • Buscar registros
  • Buscar provas
  • Fazer, até mesmo, viagens

Durante o processo de resolução da investigação, o detetive pode se envolver nas famosas “enrascadas”, e ele terá de estar bem reparado fisicamente e psicologicamente para se sobressair no assunto.

Concluindo o trabalho árduo

Quando tudo já está finalizado é hora de preparar os relatórios, como forma de documentação e entregar ao contratante dos serviços. Ainda tem que deixá-lo por dentro de todo o assunto e desenrolar do caso, como também de sua solução.

Não é nada fácil ser um detetive particular, pois essa tarefa requer uma preparação completa de corpo e mente, além de muita inteligência e pensamento rápido, como também minuciosidade nas descrições e prestações de detalhes, tudo pode estar contido em apenas uma informação e ele deve saber fazer a distinção disso.

Related posts

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: