Inovação

Converter lixo plástico em combustível limpo: Veja como

Um novo processo de conversão química pode transformar os resíduos de poliolefinas do mundo, uma forma de plástico, em produtos úteis, como combustíveis limpos.


As Nações Unidas estimam que mais de 8 milhões de toneladas de plásticos fluam direto para os oceanos todo ano.

“Nossa estratégia é criar uma força motriz para a reciclagem, convertendo resíduos poliolefínicos em uma ampla gama de produtos valiosos, incluindo polímeros, nafta (uma mistura de hidrocarbonetos), ou combustíveis limpos”, diz Linda Wang, professor da Escola Davidson de Engenharia Química na Universidade de Purdue e líder da equipe de pesquisa que desenvolve essa tecnologia.

“Nossa tecnologia de conversão tem o potencial de aumentar os lucros da indústria de reciclagem e reduzir o estoque de resíduos plásticos do mundo”.

A tecnologia pode converter mais de 90% de resíduos de poliolefinas em diferentes produtos, incluindo polímeros, naftas, combustíveis ou monômeros puros. Agora, a equipe está trabalhando para otimizar o processo de conversão para produzir gasolina ou diesel de alta qualidade.

O processo de conversão incorpora a extração seletiva e a liquefação hidrotérmica. Uma vez que os pesquisadores convertem o plástico em nafta, eles podem usá-lo como matéria-prima para outros produtos químicos ou ainda separá-lo em solventes especiais ou outros produtos. Os combustíveis limpos derivados dos resíduos de poliolefina gerados a cada ano podem satisfazer 4% da demanda anual de gasolina ou diesel.

Ler sobre a poluição dos resíduos plásticos dos oceanos, águas subterrâneas e meio ambiente inspirou Wang a buscar essa tecnologia.

De todos os plásticos produzidos nos últimos 65 anos (8,3 bilhões de toneladas), cerca de 12% foram incinerados e apenas 9% foram reciclados. Os restantes 79% foram para aterros ou para os oceanos. O Fórum Econômico Mundial prevê que, até 2050, os oceanos reterão mais resíduos plásticos do que peixes se as pessoas continuarem despejando os resíduos em corpos de água.

“O descarte de lixo plástico, seja reciclado ou jogado fora, não significa o fim da história”, diz Wang. “Esses plásticos se degradam lentamente e liberam micro plásticos e produtos químicos tóxicos na terra e na água. Isso é uma catástrofe, porque uma vez que esses poluentes estão nos oceanos, eles são impossíveis de recuperar completamente”.

Wang espera que sua tecnologia estimule a indústria de reciclagem a reduzir a quantidade crescente de resíduos plásticos. Ela e sua equipe estão procurando investidores ou parceiros para ajudar a demonstrar essa tecnologia em escala comercial.

Alguns resultados do estudo de Wang aparecem na ACS Sustainable Chemistry and Engineering.

A tecnologia de Wang é patenteada através do Escritório de Comercialização de Tecnologia da Purdue Research Foundation.

Fonte: Purdue University

Etiquetas
Mostrar mais

Eder Oelinton

Jornalista, amante de tecnologia e curioso por natureza. Busco informações todos os dias para publicar para os leitores evoluírem cada dia mais. Além de muitas postagens sobre varias editorias!

Artigos relacionados

2 Comentários

    1. Tem que fazer uma limpeza no seu n navegador, toda vez que navega em uma página, os dados dessa página ficam armazenados no navegador, por isso é importante fazer essa limpeza, depois que fiz as limpezas recomendadas pelo Google não tivemos mais problemas com navegação.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: