Saúde

Como o tabagismo impacta os dentes

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, o hábito de fumar mata aproximadamente 8 milhões de pessoas por ano.

A relação entre tabagismo e saúde bucal é extremamente perigosa para o bem-estar de todo o organismo. Isso porque, além dos efeitos nocivos que o cigarro naturalmente causa no corpo, ele também é responsável por danos aos tecidos orais que podem agravar as condições de saúde e ainda gerar novas doenças sistêmicas.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, o hábito de fumar mata aproximadamente 8 milhões de pessoas por ano. Sendo que essas mortes podem ser em decorrência de diversas doenças originadas pelo tabaco, como:

  • Isquemia cardíaca;
  • Doença pulmonar obstrutiva crônica;
  • Câncer de pulmão;
  • Acidente vascular cerebral;
  • Infarto.

Mais ainda, estima-se que cerca de 1.2 milhões de mortes aconteçam em decorrência da inalação passiva da fumaça e das toxinas do cigarro. Isso se dá porque a absorção desse subproduto deixa o organismo exposto a mais de 4 mil substâncias nocivas à saúde.

Além disso, essa exposição faz com que os pacientes estejam mais suscetíveis ao desenvolvimento de enfermidades em todos os tecidos e órgãos, principalmente na cavidade oral. Por isso, é necessário estar atento a esses efeitos.

Os impactos do tabagismo na saúde bucal

O tabaco e todos os seus derivados – como o cigarro, charuto, cachimbo e o narguilé – possuem em sua composição elementos químicos que prejudicam seriamente os tecidos bucais e suas funcionalidades, dando origem a diversas patologias que podem afetar todo o organismo.

  1. Manchas e mau hálito

As substâncias como o alcatrão e a nicotina são os principais responsáveis pelo escurecimento dos dentes, dos lábios, bochechas e gengivas. Elas alteram a composição química dessa região, causando a melanose.

Ao mesmo tempo, o cigarro modifica a produção salivar fazendo com que a cavidade bucal fique mais seca, ácida e passível ao surgimento e reprodução de bactérias bucais que causam doenças e degenerações dentais.

Essas condições são a razão principal para o desenvolvimento da halitose, que se mistura com o odor do próprio cigarro e causa o cheiro desagradável.

  1. Doenças periodontais

Um ambiente oral mais propenso às ações bacterianas também deixa a região gengival mais exposta, fazendo com que os pacientes fumantes tenham mais probabilidade de desenvolver doenças inflamatórias, como a gengivite e a periodontia.

A doença periodontal é, por sua vez, uma infecção grave dos tecidos mais profundos da gengiva e causa problemas na sustentação estrutural dos dentes. Assim, o paciente pode apresentar a perda irreversível da massa óssea maxilar e dos nervos dentários.

Por isso, os tabagistas que utilizam o aparelho ortodôntico devem prestar ainda mais atenção aos sintomas como o sangramento gengival, inchaço e vermelhidão desses tecidos, pois eles podem indicar uma doença bem mais severa e ocasionar até a perda dentária.

  1. Perda dentária

Outra consequência da periodontia e da ação bacteriana causada pela redução salivar é a perda dentária que exige, posteriormente, a colocação de um implante dentário ou o uso de próteses móveis.

Isso acontece também devido ao aquecimento da região em conjunto com a redução da capacidade de funcionalidade do sistema imunológico e os problemas com a higienização adequada.

  1. Câncer de boca

Uma das doenças mais graves e a causa da morte de 1,3 milhão de pessoas em todo o mundo, somente em 2019, é o câncer originado pelo uso regular do tabaco.

Para se ter uma ideia, os pacientes que possuem o hábito de fumar apresentam seis vezes mais chances de desenvolver esse tipo de enfermidade.

Nesse caso, as feridas cancerígenas orais podem aparecer em qualquer região da boca – lábios, língua, bochechas, céu e assoalho da boca, laringe, faringe e traqueia – e demorar muitos anos até que apresentem sintomas perceptíveis.

Por isso, é necessário estar atento às anormalidades na cavidade bucal e manter visitas constantes com o dentista.

  1. Dificuldade de cicatrização

Além de causar infecções e inflamações em todos os tecidos da boca, o tabaco interfere no funcionamento do sistema imunológico e da circulação da região gengival, dificultando a reação natural às ações dos microrganismos patogênicos.

Isso faz com que a cicatrização seja mais lenta e mais provável de desenvolver complicações, principalmente após a realização de procedimentos muito invasivos ou moderados, como as cirurgias ou a aplicação da lente de contato dental.

Como tratar os sintomas e melhorar a saúde

Deste modo, é fundamental estar ciente dos sintomas de cada um desses problemas, pois eles exigem um tratamento específico, ao mesmo tempo em que a negligência dos cuidados pode causar impactos severos em toda a saúde e na qualidade de vida dos pacientes.

Por esse motivo, também, os tabagistas devem tomar um cuidado especial com a higienização bucal, com a hidratação e com o acompanhamento regular com um profissional. 

Isso porque, enquanto a escovação de todos os tecidos bucais e do aparelho de dente ajuda a controlar a reprodução bacteriana, a hidratação impede o ressecamento excessivo da mucosa.

Assim, é possível reduzir um pouco os efeitos nocivos do tabaco na cavidade oral. 

Ao mesmo tempo, a consulta de rotina com o dentista a cada seis meses é essencial para a realização da remoção da placa bacteriana e do tártaro, bem como para a identificação precoce de doenças.

O paciente também pode aproveitar essas visitas para realizar tratamentos que corrijam alguns dos danos estéticos causados pelo cigarro, como o clareamento dental para devolver o brilho do sorriso.

No entanto, o mais indicado por todos os profissionais da saúde é que as pessoas abandonem o hábito de fumar por completo. Para isso, é possível procurar profissionais que ajudem a facilitar esse processo.Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

Eder Oelinton

Jornalista, amante de tecnologia e curioso por natureza. Busco informações todos os dias para publicar para os leitores evoluírem cada dia mais. Além de muitas postagens sobre varias editorias!

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: