A estranha história por traz da brincadeira de Halloween doce ou travessura

De casas assombradas, abóboras esculpidas ou encher sua barrigas com doces, a temporada de Halloween tornou-se um dos feriados mais comemorados e o mais assustador do ano. Mas, você sabia que a tradição de doces ou travessuras tem uma história bizarra, estranho?

Não um, mas quatro festivais

O Halloween remonta ao nosso passado antigo, de fato, de acordo com Today I Found, é uma fusão e adaptação de quatro festivais de diferentes culturas. Estas festas incluem o festival Roman Feralia (que comemora os mortos), o festival Romon Pomona (em homenagem a deusa das frutas e árvores), o celta Samuin ou festival Samhian e o Dia de Finados dos católicos.

[cash72890]

Especificamente, o festival celta Samuin contribuiu para a tradição de usar fantasias. Na cultura celta, Samuin marca o fim do Outono, onde os jovens se vestem com trajes brancos e rostos pintados de preto ou máscaras para representar os maus espíritos. A ideia de vestir-se como espíritos malignos deriva da crença de que eles poderiam enganar espíritos reais durante um encontro.

Foto arquivo de Hulton Getty Images: 31 de outubro de 1986 celebração irlandesa do dia das bruxas

O nascimento do “souling”

Quando a Igreja Católica veio com Dia de Finados por volta do ano 800, eles queriam criar uma atividade que lentamente apagaria o famoso festival Samuin. Assim, eles vieram com uma festa de três dias dos mortos: A véspera do Dia de Todos os Santos, o Dia de Finados e o dia de Todos os Santos.

Até o século 11, a Igreja Católica adotou então a tradição vestindo traje do festival Samuin. O primeiro nome do chamado doce ou travessura foi “souling”, onde as crianças e os pobres durante a Idade Média se vestiam com fantasias para pedir comida ou dinheiro em troca de cantos e orações.

Durante o século 19, o souling tornou-se predominante no Reino Unido e envolveu mais crianças pedindo, não por doces açucarados, mas frutas e dinheiro.

Foto: Mark Wilson/Getty Images

A adição do “doce ou travessuras”

A chegada desta prática britânica para a América foi trazida pelos escoceses e irlandeses durante o final do século 19 e 20. Espalhou-se por lá, mas parou por um tempo durante a I Guerra Mundial, porque as porções de doces de açúcar foram interrompidas devido à guerra.

Da prática anterior de oferecer canções, alguma maldade foi adicionada à tradição, as crianças vandalizavam e extorquiam guloseimas açucaradas.

De acordo com o Smithsonian, ao contrário dos americanos, os britânicos não acham tanta graça no costume dos doces ou travessuras e às vezes apagam as luzes durante o Halloween para fingir que não estão em casa.

Sobrecarga de açúcar no sangue durante o Halloween é má notícia

Seja jovem ou velho, consumindo muito açúcar é uma má notícia para a sua saúde. Assim, durante o Dia das Bruxas, as guloseimas, apesar da sua disponibilidade, devem ser sempre saboreadas com cautela. A BBC Good Food observa que comer muito açúcar é igual a um monte de calorias, que, quando não queimada, se transformar em gordura.

Vale salientar que, se a ingestão de açúcar por uma criança for muito alta e ela não queimar esse açúcar de alguma maneira, haverá uma grande chance dela levar este peso até a adolescência. É recomendado para crianças de quatro a seis anos consumir 19 gramas de açúcar por dia, de sete a dez anos, 24 gramas e crianças de 11 acima cerca de 30 gramas.

Veja abaixo um vídeo do History  Channel de quarenta minutos que conta a história do Halloween, muito interessante.

Fonte: NatureWorldNews

Como findamos a tradução da publicação com alimentação, recomendo estas publicações do Blog Pitacos e Achados:

10 tipos de alimentos para se evitar

6 alimentos para turbinar o seu cérebro 

Alimentos afrodisíacos para um jantar romântico,

Os mitos dos alimentos termogênicos que emagrecem.

1 thought on “A estranha história por traz da brincadeira de Halloween doce ou travessura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: