fbpx
Saúde

6 cuidados essenciais com a sua saúde bucal

Cuidar bem dos dentes é uma obrigação desde a infância, quando ainda crianças ouvimos sobre a importância de escovar bem os dentes e evitar doces. Hoje isso não mudou e os cuidados essenciais com a sua saúde bucal também precisam ser uma prioridade.

Por este motivo, criamos este artigo para falar da importância e de quais cuidados manter, mostrando que não são banais, mas atitudes que irão evitar graves problemas no futuro, mantendo a saúde como um todo. 

Mantenha uma boa escovação

O recomendado é que os dentes sejam escovados pelo menos 3 vezes ao dia: ao acordar, após o almoço e antes de dormir. 

Se você tiver a oportunidade de escovar os dentes após comer qualquer produto entre essas ocasiões, não pense duas vezes, pois isso irá garantir a limpeza da sua boca e evitar doenças graves.

Para se ter uma ideia, a falta de escovação pode gerar problemas sérios como a cárie, que acumula vários germes e bactérias entre os dentes, prejudicando sua estrutura e causando até a perda dental.

Nesses casos a avaliação profissional é urgente, e recorrer a um convênio odontologico para fazer algum procedimento pode ser necessário.

Não esqueça de sempre escovar os dentes com movimentos suaves, pois a força e a pressa ao escová-los pode gerar feridas e infecções na gengiva.

Escolha o creme dental correto

Ao comprar o creme dental dificilmente as pessoas atentam ao que compõe o produto, e isso pode ser um grande erro. 

Diversos cremes dentais possuem uma alta quantidade de abrasivos, que é uma substância de origem sintética ou mineral que visa polir uma superfície, deixando-a mais clara e brilhante.

Só que em excesso, esses abrasivos podem danificar o esmalte dos dentes e deixá-los muito sensíveis a doenças e infecções. 

A agressividade dos abrasivos pode enfraquecer os dentes, demandando a marcação de tratamentos de reparo para a porosidade e até a quebra que pode ocorrer.

Para auxiliar nesse momento, procurar por algum serviço de reparo dentro do convenio dental pode ser vantajoso, por facilitar o agendamento das consultas de retorno para averiguar a saúde da boca após o procedimento.

Para evitar quaisquer agravamentos, sempre leia o rótulo dos cremes dentais que deseja comprar e veja quais substâncias os compõem. O cuidado com esses materiais também faz toda a diferença no cuidado bucal. 

Não se esqueça de escovar a língua

A língua também é uma parte importante do cuidado com a saúde bucal. Inclusive, durante todo o dia a boca libera diversas toxinas e ácidos que são absorvidos por ela. 

Com isso, a superfície acumula uma quantidade muito grande desses materiais e, se não for higienizada, pode trazer infecções e problemas como a halitose (mau hálito).

Lembre-se do fio dental

Mesmo escovando bem os dentes, o uso do fio dental é indispensável para retirar os restos de alimentos que ainda ficam alojados entre os dentes após a escovação. 

A falta do uso de fio dental pode gerar problemas graves como a periodontite ou o tártaro por conta da ação das bactérias não removidas. Essas são infecções graves na região da gengiva e raiz dos dentes. 

Nesses casos, apenas convenios odontologicos serão capazes de prestar auxílio e serviços de reparação.

Vá ao dentista

Muitas pessoas só comparecem ao dentista quando sentem alguma dor ou incômodo na região bucal, mas isso é um erro grave.

Doenças como a cárie, o tártaro e a gengivite podem se desenvolver em grande escala sem apresentar incômodos no começo. Assim, quanto mais a pessoa demora para ir ao dentista, mais a infecção progride.

Por isso, sempre consulte o dentista ao menos a cada 6 meses para verificar se está tudo certo ou se precisa tomar algum outro cuidado.

Se você possui algum tipo de plano odontologico o acesso ao dentista é ainda mais fácil, senão, pode optar por uma consulta particular ou até mesmo através do SUS. 

Trocar de escova de dente a cada três meses

Outro ponto extremamente importante, mas que muitas vezes pode ser esquecido, é a troca periódica da escova de dente. 

Como mencionado anteriormente, a boca libera diversas toxinas e acumula vários germes e bactérias advindos do contato com o mundo/ar e até com o alimento.

Esse material também acaba se acumulando na escova que, se não for trocada pelo menos a cada 3 meses, pode gerar graves problemas.

Por isso, sempre se lembre da data em que começou a usar sua nova escova para trocá-la adequadamente. Ao notar que as cerdas estão muito gastas ou perderam a forma, também é importante realizar a troca.

Para isso, dê preferência ao modelos com as cerdas macias e arredondadas para não machucar a gengiva durante a escovação. 

Com isso, é perceptível que mesmo as pequenas atitudes durante o dia fazem toda a diferença para uma melhor qualidade de vida e proporcionar um sorriso saudável. 
Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Ideal Odonto, empresa especializada em planos odontológicos com atendimento acessível para devolver o sorriso dos pacientes.

Eder Oelinton

Jornalista, amante de tecnologia e curioso por natureza. Busco informações todos os dias para publicar para os leitores evoluírem cada dia mais. Além de muitas postagens sobre varias editorias!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: