Ciência Sociedade 

3 sinais que os seres humanos ainda estão evoluindo

Existem três linhas de evidências sugerindo que os seres humanos ainda estão evoluindo, diz o biólogo evolutivo Scott Solomon, no período anterior ao Dia Internacional de Darwin. A segunda-feira marca o 209º aniversário do nascimento de Charles Darwin, o “Pai da Evolução”.

“Sabemos mais sobre alguns aspectos da evolução de outras espécies, como passarinhos de Galápagos e lagartos do Caribe, do que sobre a nossa própria evolução contínua”, diz Solomon, professor associado de ecologia e biologia evolutiva e autor do livro Future Humans : Dentro da Ciência de Nossa Evolução Contínua (Yale University Press, 2016).

[pub_quadro_google]

Solomon diz que cientistas começaram a usar tecnologias de engenharia genética, incluindo CRISPR, para reescrever o código genético das pessoas. De acordo com bionews.org, a China realizou a edição do genoma CRISPR em 86 pacientes com câncer.

Embora não existam testes humanos nos Estados Unidos, no mês passado, a Universidade da Pensilvânia publicou suas intenções de iniciar ensaios em humanos com pacientes com câncer. “Até agora, essas abordagens apenas afetam o paciente que recebe o tratamento, mas o próximo passo lógico será editar genes em embriões humanos”, diz Salomão.

Edição de genes poderá trazer espécies extintas de volta a vida

“Esta seria uma cura permanente uma vez que os genes editados seriam transmitidos às gerações subsequentes. Uma vez que isso acontecer, o que, inevitavelmente, acontecerá, nos tornaremos a primeira espécie na história a direcionar sua própria evolução”, diz ele.

“Com isso em mente, chegou a hora de reconhecer que a evolução humana ainda está ocorrendo se a direcionamos ou não. Ignorar nossa evolução contínua enquanto se busca a edição de genes seria incrivelmente imprudente, mas muitos especialistas expressaram confusão ou dúvidas quando se trata da evolução recente e contínua de nossa espécie “.

A evidência de que os seres humanos ainda estão evoluindo inclui:

1. Novos traços

Os pesquisadores encontraram sinais reveladores de traços recentemente evoluídos, como a imunidade de algumas doenças infecciosas, o aumento da tolerância à radiação ultravioleta da luz solar, a capacidade de lidar com mudanças específicas da dieta e a tolerância a ambientes montanhosos de baixo oxigênio.

Salomão diz que essas novas idéias sobre o passado evolutivo recente dos seres humanos vieram de dados genômicos de populações diversas, já que o custo de sequenciação de genomas humanos diminuiu.

2. Padrões de nascimento

Os registros de população, como os mantidos pelos governos e as igrejas, mostram que as mudanças no momento dos eventos da vida, como nascimentos e óbitos, continuaram a evoluir através da seleção natural. “Um tema comum nesses estudos é que a seleção natural favorece as mulheres que se tornam mães em uma idade mais precoce”, diz ele.

“As mulheres que têm filhos em uma idade mais jovem tendem a ter mais filhos durante todo o período da vida. Esta pressão evolutiva para se reproduzir em uma idade mais jovem entra em conflito com as tendências sociais para atrasar a reprodução e destaca por que precisamos entender melhor como a evolução está progredindo – as forças culturais e evolutivas podem agir em oposição uns aos outros “.

3. Dados do coração

A terceira linha de evidência para a evolução humana em curso vem de estudos biomédicos em larga escala como o Framingham Heart Study, que começou em 1948 como um esforço para entender as causas da doença cardíaca, diz Solomon.

“O estudo do coração de Framingham continua hoje, com três gerações de participantes contribuindo para o que se tornou o estudo multigeracional mais longo na história médica”, diz Salomão. No entanto, os dados de Framingham falam mais do que apenas a saúde cardiovascular.

[Lomadee_300_250]

“Eles mostraram que as pessoas (especificamente, mulheres) com níveis mais baixos de colesterol total e pressões sanguíneas sistólica mais baixas tendem a ter mais filhos, que herdam seus genes por esses traços. Ao longo de gerações, isso significa que esses traços se tornarão cada vez mais comuns. Em outras palavras, a população está evoluindo”.

Fonte: Rice University. Futurity.org

Related posts

3 Thoughts to “3 sinais que os seres humanos ainda estão evoluindo”

  1. […] 3 sinais que os seres humanos ainda estão evoluindo […]

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: